Perfil | Davizinho Radical 1

Você já conhece a história do Davizinho, campeão mundial de surf na categoria AS5 (surf assistido) em 2016 e aluno do BRASAS? Aos 12 anos, ele protagoniza uma carreira cheia de conquistas e dá um banho de simpatia, mostrando que o otimismo é essencial para superar qualquer obstáculo, dentro ou fora da água.

 

Apaixonado pela prancha e o mar, Davizinho percebeu com poucos meses de treino que teria condições de competir em águas internacionais. Só que para aproveitar ao máximo a oportunidade, faltava o inglês. “Comecei a viajar para fora aos 9 anos e já cheguei querendo me comunicar com todo mundo, fazer amizades. E foi aí que surgiu o BRASAS na minha vida!”, revela.

 

Nos últimos dois anos, desde que começaram as aulas, muita coisa mudou e com o reconhecimento vieram também as entrevistas internacionais. Em agosto ele viaja novamente em busca de mais um título no Havaí. Aproveitamos o intervalo entre um mergulho e outro para bater um papo com o atleta. Confira abaixo:

 

Quais são os seus títulos?

Em 2015, fui a primeira criança a participar do 1° Campeonato Mundial de Surf Adaptado Isa, com apenas 10 anos de idade, conquistando o 2° lugar e me tornando o vice-campeão mundial.

Em 2016, fui ao Havaí participar do grande evento Duke’s OceanFest, um festival na praia de Waikiki, onde também fui vice-campeão.

No mesmo ano, participei do 2° Campeonato Mundial de Surf Adaptado Isa, na Califórnia, EUA, levando para casa o título de campeão mundial de surf adaptado (1º lugar)!   

Já em 2017, competi no 3° Campeonato Mundial de Surf Adaptado Isa e me consagrei, pela segunda vez, com o título de vice-campeão mundial na Califórnia.

 

O que mudou depois que começou a estudar no BRASAS?

Desde que entrei no curso, já percebi uma diferença enorme. Agora, já consigo falar com as pessoas e responder uma parte das entrevistas em inglês. Se tirar a legenda de um filme, também consigo entender.

 

Qual a importância do inglês na sua vida?

Além de surfista, penso em ser engenheiro robótico, juiz ou militar. Penso não só no Enem, mas no futuro: quero morar na Califórnia.

 

O que é mais fácil, aprender inglês ou a surfar?

É muito mais fácil aprender inglês! E o do curso é mais interessante, pois ao invés de traduzirem, os professores nos fazem entender.

 

Nós adoramos a conversa. E você, também curtiu? Acompanhe o Davi nas redes sociais: facebook.com/davizinhoradical e instagram.com/davizinhoradical/. Até a próxima!

 

avatar
  Subscribe  
Notify of